Clínica de Medicina Dentária Catarina Calamote
O seu sorriso é a nossa inspiração...



01. Home 02. Historial 03. Galeria 04. Tratamentos 05. Médicos 06. Contactos 07. Horários 08. Protocolos 09. Dúvidas 10. Website



02. Historial
A Clínica Dentária Catarina Calamote foi fundada em 1997 pela Dra. Catarina Calamote, tendo inicio na Rua Heróis de França em Matosinhos (clínica Matosinhos), onde ainda hoje funciona a sua filial. Em 1998 nasceu a clínica de Guifões mesmo no coração da freguesia (largo da igreja), também esta pertencente ao concelho de Matosinhos. Desde então, disponibilizamos na nossa Clínica um alargado conjunto de tratamentos dentários, conciliando um exigente padrão de qualidade com custos acessíveis.



04. Tratamentos - Implantes
O Implante Dentário consiste num “parafuso” em titânio biocompativel, que vai exercer a função de raiz do dente. Este é inserido no osso maxilar, demorando cerca de 3 a 4 meses a cicatrizar. Após o tempo de cicatrização é colocada uma coroa dentária em cerâmica feita em Laboratório (pivô). O Implante serve para reabilitar zonas edêntulas (sem dentes). Durante o processo de cicatrização pode ser necessário o uso de uma prótese removível temporariamente. A realização dos Implantes oferece várias vantagens, tais como: - Os implantes são extremamente biocompatíveis; - Os implantes são uma réplica estética e funcional muito próxima da nossa dentição natural; - Conforto e estética surpreendentes; - Os implantes tornam o desgaste dos dentes vizinhos desnecessários; - Dão uma estabilidade segura às próteses; - Os implantes dentários podem impedir a degradação do tecido ósseo.

04. Tratamentos - Odontopediatria
Trata-se da prevenção e tratamentos que visam a conservação dos dentes deciduos (de Leite) e definitivos em crianças e pré-adolescentes, tais como: - Ensino de técnicas de escovagem; - Profilaxia com aplicação local de flúor e selantes de fissuras dentárias; - Restaurações preventivas de cáries de esmalte com resinas; - Ortodontia preventiva e correctiva.

04. Tratamentos - Ortodontia
Nesta área, da correcção dos dentes e do seu alinhamento, é necessário proceder à análise das radiografias e dos modelos de estudo do paciente, a fim de avaliar o caso clínico em questão. O tipo de aparelho a utilizar é nos dado pelo estudo, podendo ser necessário utilizar aparelhos removíveis e/ou fixos. Os tratamentos ortotônticos podem durar meses ou anos, mas em média duram 2 anos.

04. Tratamentos - Estética Dentária
Diz respeito a todos os procedimentos clínicos que têm como objectivo melhorar a estética, isto é, a aparência dos dentes do Paciente. Existem várias técnicas ao nosso alcance, entre as quais: Branqueamento a Laser ou Externo para dentes vitais (não desvitalizados), Branqueamento interno para dentes não vitais (Desvitalizados) e as Coroas Fixas (Pivôs) para dentes extensamente destruídos que ainda apresentam uma boa raiz.

04. Tratamentos - Próteses
São estruturas feitas em Laboratório que permitem substituir os dentes ausentes. Podem ser: Acrílicas (se confeccionadas em Acrílico), Esqueléticas (se confeccionadas sobre uma estrutura metálica reforçada ou Fixa (Coroas ou Pontes vulgarmente conhecidas por Pivôs). Os danos provocados pela perda de um ou mais dentes são variados, os mais frequentes são: - Problemas estéticos; - Problemas de fala; - Problemas de mastigação; - Problemas das articulações dos maxilares; - Doenças gengivais; - Traumatismos; - Cárie dentária.

04. Tratamentos - Cirurgias
São consideradas cirurgias as extracções de dentes deciduos (dentes de Leite), extracções de dentes definitivos e de sisos. As razões mais frequentes que levam à perda de um dente são a cárie dentária, a periodontite e as fracturas extensas abaixo do nível da gengiva. Do mesmo modo, perde-se um dente que esteja durante muito tempo com os canais abertos e expostos a bactérias. O avanço das técnicas e do conhecimento tem permitido, por um lado salvar mais dentes, e por outro, reduzir o desconforto dos tratamentos. Todos os procedimentos de extracção de dentes se executam sem dor, factor que contribui para a diminuição da ansiedade. A grande generalidade dos procedimentos cirúrgicos têm bom prognóstico pós-operatório, sobretudo se efectuados de forma programada. Quando se actua após um quadro agudo de infecção ou abcesso, a probabilidade de desconforto pós-operatório é superior.

04. Tratamentos - Endodontia
Vulgarmente conhecidas por desvitalizações, são realizadas em 3 sessões que compreendem: 1º - Extracção do nervo do dente; 2º - Obturação do canal dentário; 3º - Restauração definitiva do dente. Por vezes, variando no estado do dente, pode ser necessário mais sessões especialmente quando já existe necrose pulpar (do nervo)ou a presença de lesões apicais (na ponta do dente), que podem ser na forma de abcessos ou outras

04. Tratamentos - Higiéne Oral
Uma boa higiene oral é uma das medidas mais importantes que você pode adoptar para manter os seus dentes e gengivas saudáveis. Para o ajudar realizamos: -Aconselhamento à Higiene Oral; -Tartarectomias (limpeza do tártaro existente nos dentes); -Aplicações de flúor.

04. Tratamentos - Periodontologia
Esta disciplina da medicina dentária dedica-se à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes (piorreia). A inflamação e o sangramento das gengivas são situações relativamente comuns, causadas pela presença de bactérias no sulco gengival. Contudo, nos casos crónicos, a permanência prolongada de bactérias neste sulco e a inflamação das gengivas causa a destruição do próprio osso. A esta doença chamamos periodontite e resulta no recuo da gengiva, expondo progressivamente parte da raiz, sendo fundamental o pronto tratamento. Nestes casos, só a intervenção do Médico Dentista pode parar este processo, resolvendo em determinados casos o abanar do dente e prevenindo a sua perda. Sinais de Doença Periodontal: - Gengivas vermelhas - Gengivas inchadas - Gengivas que sangram facilmente - Retracção gengival - Sensibilidade Dentária generalizada - Mau Hálito - Mobilidade O acompanhamento da saúde das gengivas é fundamental e de igual importância ao acompanhamento da saúde dos dentes. Para prevenir esta doença deve fazer uma limpeza ou destartarização 2 vezes por ano.

04. Tratamentos - Dentisteria
A cárie dentária é a doença mais frequente da cavidade oral, é removida numa só consulta mediante eliminação da zona do dente afectada e sua reconstrução. É provocada por algumas das bactérias existentes na boca. Recomenda-se, deste modo, uma boa higiene oral, pelo menos, de manhã e à noite usando uma escova com as cerdas em boas condições, um dentífrico com flúor, um fio dentário e um elixir de uso diário. Uma das razões mais frequentes que conduzem à perda de dentes é a cárie dentária.



05. Médicos - Catarina Calamote
Médica Dentista licenciada em ISCS-N da Universidade do Porto / Mestre em Oncologia pelo IPO Porto /Master em Ortodontia pela GNATHUS / Actualmente em Doutoramento na Faculdade de Odontologia da Universidade de Barcelona.

05. Médicos - Carolina Coelho
Médica Dentista licenciada em ISCS-N da Universidade do Porto / Mestre em Oncologia pelo IPO Porto / Master em Ortodontia pela GNATHUS / Actualmente em Doutoramento na Faculdade de Odontologia da Universidade de Barcelona.

05. Médicos - Suzel Coelho
Médica Dentista licenciada em ISCS-N da Universidade do Porto / Mestre em Oncologia pelo IPO Porto / Master em Implantologia.



06. Contactos - Guifões
Largo da Igreja nº 304- 1º esq. 4460-033 Guifões- Matosinhos / 229540161 / mail@clinicacatarinacalamote.com

06. Contactos - Matosinhos
Rua Heróis de França 211 - 1ºesq. 4450-155 Matosinhos / 229386445 / mail@clinicacatarinacalamote.com



08. Protocolos
Maxicare: www.maxicare.pt



09. Dúvidas Frequentes - Cáries
O que é a cárie dentária? As bactérias que existem na boca e que se alimentam dos açucares, produzem ácidos que vão dissolver e destruir o dente. Como prevenir as cáries? Através de uma boa Higiene Oral, reduzindo a ingestão de açucares e fazendo flúor. Nas crianças podemos prevenir a cárie em determinados dentes fazendo os selantes de fissuras, após a erupção dentária.

09. Dúvidas Frequentes - Sensibilidade
Quando surge sensibilidade dentària? - Quando há exposição da dentina por perda de esmalte, isto é, quando há cárie no dente. - Quando há exposição da dentina por diminuição da gengiva devido a escovagens demasiado vigorosas, por acção do tabaco, por trauma ou por envelhecimento precoce, ou natural. - Quando há problemas gengivais. Como tratar a sensibilidade dentária? Usando um dentífrico com flúor, e uma escova dentária de cerdas médias, evitar alimentos muito ácidos ou muito doces, bem como alterações bruscas de temperaturas sobre os dentes.

09. Dúvidas Frequentes - Problema das gengivas
Qual a causa dos problemas das gengivas? - Presença de tártaro (pedra) - Inflamação da gengiva - Piorreia Como prevenir os problemas das gengivas? Através de uma boa Higiene Oral, remover o tártaro (pedra) e fazer bochechos com um anti-séptico.

09. Dúvidas Frequentes - Dentes brancos
Quais as principais causas do aparecimento de manchas nos dentes? - Tabaco - Café, chá preto ou vinho tinto - Alimentos com muito pigmento, especialmente os de cor escura. - Tártaro (pedra) - Envelhecimento do esmalte - Dentes desvitalizados Que tipos de Branqueamento existem? - Pasta dentífrica branqueadora - Branqueamento a Lazer - Branqueamentos ocasionais realizados no consultório. É possível obter dentes completamente brancos? A cor natural dos dentes é característica individual de cada um. As várias tonalidades podem variar em vários tons de Amarelo. Só a raça negra tem a sorte de ter variações de tonalidades de branco. Num branqueamento o objectivo é captar a cor natural dos dentes eliminando manchas e pigmentos adquiridos. Os branqueamentos podem originar sensibilidade dentária temporariamente. O branqueamento a Lazer dura aproximadamente 2 anos.

09. Dúvidas Frequentes - Dentição infantil
Quando surgem os dentes definitivos? A mudança dos dentes dá-se normalmente em 2 fases: entre os 6-8 anos (dentes da frente) e entre os 10-12 anos (dentes de trás). Aos 6 anos aparece o 1º molar definitivo por detrás do último dente de leite, que como não implica a queda de nenhum dente muitas vezes passa despercebida. Qual a Idade ideal da 1º consulta? A Academia Europeia e Americana de Odontopediatria recomenda fazer a primeira visita ao dentista no fim do 1º ano de Idade (Apenas visitas de Observação) Devem tratar-se os dentes de Leite? Os dentes de Leite podem ser afectados por cáries como os definitivos e por esse motivo podem vir a dar dores, por isso quanto mais cedo se tratarem os dentes afectados melhor e mais fácil será para a criança. Um processo inflamatório pode afectar os definitivos e originar problemas na dentição permanente. Cuidados especiais com a Higiene Oral das crianças? - Escovagem normal 3x ao dia que deve ser acompanhada e vigiada pelos pais. - Não permita a utilização passiva do biberão, enquanto a criança dorme, porque aumenta o risco de cáries de infância. - A utilização da chupeta deve ser desencorajada após o 1º ano de idade. - Evitar alimentos com açúcares. - Consultar o dentista sempre que necessário.

09. Dúvidas Frequentes - Diabetes e problemas dentários
As pessoas com diabetes são mais propensas a doenças periodontais, sensibilidade dentária, aftas, infecções e cáries.

09. Dúvidas Frequentes - Uso de proteses
De que são feitas as Dentaduras? A base das dentaduras pode ser Acrílica ou metálica. De um modo geral, os dentes são feitos de material acrílico e a sua cor é escolhida para se assemelhar o mais possível aos dentes naturais de cada pessoa. Qual é a sensação de usar dentaduras? Inicialmente as dentaduras podem causar algum desconforto. Para facilitar a adaptação, melhorar o conforto e adquirir confiança, pode ser melhor usar um fixador de dentaduras. A insegurança e a salivação excessiva são situações normais que desaparecem com a habituação. Em caso de irritação ou dor deve consultar o seu Dentista. O uso de Dentaduras afectará a fala? A pronúncia de algumas palavras pode tornar-se difícil. A melhor maneira de adquirir prática é ler em voz alta. Para falar de forma clara, as dentaduras devem estar bem colocadas. O uso de Dentaduras afectará a forma de comer? É preciso aprender a comer com dentaduras. É melhor começar com alimentos macios e mastigar lentamente de ambos os lados da boca para evitar que as dentaduras se movam. Com a prática é possível voltar a comer normalmente. Durante a mastigação, podem introduzir-se partículas de alimentos duros entre as dentaduras e as gengivas. Isso pode causar dor violenta. Para evitar esta situação, é conveniente usar um bom fixador de próteses. As dentaduras podem ser usadas permanentemente? Regra geral, as dentaduras novas devem ser usadas 24h por dia. Depois do período de adaptação, podem ser retiradas durante a noite, aproveitando para as deixar mergulhadas num desinfectante de limpeza. Quanto tempo duram as Dentaduras? As dentaduras parcias duram aproximadamente 3 a 5 anos e as totais duram em média 5 anos. Com que frequência deve visitar o seu Dentista? É importante consultar o Dentista regularmente. Em condições normais, as pessoas com dentaduras completas devem faze-lo 1x por ano e as com dentaduras parciais devem fazer visitas de 6 em 6 meses.

09. Dúvidas Frequentes - Higiéne oral
Regras básicas para ter uns dentes limpos e saudáveis: - Escove os dentes 2 a 3 vezes por dia (3,4) - Escove os dentes, a língua (1,2) e as gengivas antes de se deitar e depois de cada refeição. Use água fria, pois tonifica as gengivas (1) - Escove-os com movimentos circulares e de cima para baixo abrangendo sempre os dentes e as gengivas (2) durante aproximadamente 3 minutos(4) - A quantidade de dentífrico na escova não deve ser maior que o tamanho de uma ervilha (2) o que importa numa boa escovagem é a acção mecânica da escova sobre os dentes e as gengivas. - Escolha uma escova de dentes adequada às suas necessidades. Substitua-a quando aparecerem os primeiros sinais de desgaste ou pelo menos de 3 em 3 meses (1,2,3) - A escova eléctrica é recomendada para as pessoas com dificuldades motoras pois exige menor esforço (4) - Escove-os num local bem iluminado e com espelho (2) - Passe diariamente um fio, fita-dentária ou o escovilhão (3) entre os dentes, para eliminar os resíduos de comida (1,2,3,4) - Utilize um dentífrico com flúor ou um outro mais específico sabendo que a pasta de dentes é um simples coadjuvante da operação mecânica principal: a escovagem (1,3,4) - Faça bochechos com flúor líquido uma vez por semana (2,4) As crianças devem fazer um suplemento de flúor (3,4) - Se tiver maus hábitos alimentares, tente corrigi-los. Não abuse dos doces nem dos carbohidratos (3,4), pois fermentam com facilidade e são nocivos para os dentes (1) - Evite fumar, beber café ou chá preto porque tornam os dentes amarelos com o passar do tempo (3) - Faça uma visita ao dentista de 6 em 6 meses (3) ou, pelo menos, uma vez por ano (1,2) Fontes: 1 - DECO/Proteste 2004 2 - Focus 264/2004 3 - Pierre Fabre 4 - Pfizer